Sobre nós

A REVOLUÇÃO
ARTESANAL

O FEITO A MÃO COMO CAMINHO DE

DESENVOLVIMENTO E “SER” HUMANO

Planejar, pensar, estruturar, desejar e assim começar a fazer: testar possibilidades, conquistar os passos que vão se acumulando para dar forma a um objeto.

Estar, fazer e pensar: sentir o material, a fibra, o fio, a madeira… ver algo novo acontecer e se transformar a partir dos movimentos das mãos, um lugar que investiga a curiosidade, a dúvida, o erro e o acerto, que experimenta a descoberta da própria habilidade, força, delicadeza, precisão que molda e nos
modifica. Cada etapa é uma oportunidade de encontro consigo e do processo necessário para a criação.

A revolução não está no resultado, no produto perfeito, no produto final, mas no processo de criação e de descoberta interna. Está na busca de nossa capacidade humana de transformar e de dar forma a partir de nosso envolvimento e relacionamento com a matéria.

Um incentivo à capacidade do fazer manual e artesanal, em pequena escala, local, com cuidado e autoria.

A iniciativa é uma contra revolução à revolução industrial e procura juntar fazedores, artesãos, artistas, dar visibilidade aos seus trabalhos, evidenciar as profissões primordiais: sapateiro, oleiro, ferreiro, padeiro, carpinteiro, marceneiro, entre tantas outras, e assim, valorizar uma qualidade essencial do ser humano que é o “fazer”.

A Revolução Artesanal nos dá a oportunidade de se aproximar de gente que faz em um processo coletivo e ao mesmo tempo único para cada sujeito e seu projeto. Inspirado por histórias de vida e trocas de saberes e compreensões de ensinamentos e práticas.

QUEM ESTÁ FIANDO A REVOLUÇÃO

null

CIÇA COSTA

Venho de uma família “fazedora” onde o feito a mão sempre teve muito valor… plantar na roça, cozinhar comidas deliciosas, crochetar, tricotar, bordar, pintar, costurar, consertar, serrar, martelar, abraçar, acolher, cuidar… Hoje sigo fazendo e, na imperfeição do feito a mão, entendo o carinho em que as relações são alinhavadas. Na comunicação, um dos lugares onde resolvi fazer, busco a expressão de forma viva e consciente do que se quer fazer e comunicar ao mundo.

null

BRUNO ANDREONI

Entendo desenvolvimento como um processo em relação e de convívio e que ele esta acontecendo dentro de uma pequena semente ou de uma grande árvore e que somos seres completos ao sermos verdadeiros em nosso ser e fazer. Hoje trabalho em projetos que alinham ideias e desenvolvem novos jeitos de pensar, criar e dar forma a partir daquilo que existe e é próprio de cada um. Gosto de pensar educação – comunicação e o processo coletivo de criar. Sou um dos fundadores da Veio de lá – Cadernos Inspirados.

null

JANAÍNA CARVALHO

Tenho como propósito ancorar sonhos e iniciativas transformadoras utilizando minha experiência de longos anos nas áreas de gestão, planejamento, facilitação de processos e empreendedorismo socioambiental desenvolvidos em multinacionais e organizações do terceiro setor. Nesta caminhada, tenho investigado processos educacionais e descobrindo o fazer a mão por meio da tecelagem artesanal e sua ligação com os “fios” das relações humanas.

A Revolução Artesanal é uma iniciativa da In Totum, um estúdio de comunicação e design social que propõe processos de aprendizagem coletivos e criação de novos projetos, produtos e marcas. Aqui os princípios do design estão à serviço da transformação social e do desenvolvimento humano, orientados para a criação de um mundo saudável, justo, próspero e feliz.

Idealizadora

In Totum


Apoiadores

Instituto Amani Fazenda Serrinha C de Cultura Noetá Farofa-La Desascelera SP Casa Causa Associação Brasileira de Encadernação e Restauro: ABER
Contato

Envie-nos um e-mail e retornaremos para você, o mais rápido possível.

0

Start typing and press Enter to search