Cidades sustentáveis e o legado para o futuro

Mais que uma tendência, a sustentabilidade é uma necessidade para o futuro global.

E, como o futuro, ao que tudo indica, é urbano, as cidades sustentáveis começam a entrar na pauta de vários países e algumas ações são adotadas para viver em um presente mais consciente e construir um futuro melhor.

O que são cidades sustentáveis?

São espaços urbanos que adotam práticas, ações, iniciativas e estruturas que respeitam e protegem o meio ambiente, o equilíbrio social e econômico além de encorajar a vida harmônica em comunidade.

Existem vários aspectos que englobam a ideia de cidade sustentável:

Meio ambiente

Embora este tópico seja o mais frequentemente ligado com a sustentabilidade, todas as esferas urbanas também fazem parte deste conceito.

O respeito à natureza é fundamental para criar cidades sustentáveis.

Espaços verdes, construções que exijam o mínimo de desmatamento possível, o reflorestamento, o tratamento de resíduos e o uso consciente de recursos naturais são alguns dos principais pontos.

Transporte

Menos carros privados; mais viagens compartilhadas; transportes públicos mais ecológicos e eficientes; incentivo ao uso de meios não poluentes, como bicicletas; vias de pedestres para caminhadas e rotas a pé são algumas das iniciativas que compõem as cidades sustentáveis.

Acessibilidade

Andabilidade ou Walkability é uma das principais ações para tornar uma cidade acessível para todos os cidadãos.

Vias seguras, iluminadas, em boas condições e otimizadas para pessoas com deficiências permitem que todas as pessoas possam se locomover sem dificuldades.

Além disso, é importante que haja uma estrutura de suporte para cidade, com comércio, opções de lazer e trabalho próximos às residências dos moradores.

Obras e edifícios

Edifícios ecológicos em conformidade com certificações sustentáveis, que utilizem luz natural, evitem o desperdício e reduzam o consumo de recursos devem ser priorizados.

Além disso, é importante a reestruturação de construções antigas para atender aos novos padrões.

Comunidade

A ideia de comunidade volta a fazer parte das cidades sustentáveis, principalmente com a promoção de espaços públicos de convivência, eventos comunitários e uma estrutura urbana que valorize o bem-estar.

A diminuição do tempo de locomoção entre compromissos diários — com a possibilidade de trabalhar perto de casa e realizar outras tarefas cotidianas sem necessariamente enfrentar engarrafamentos ou até mesmo usar o carro — permite que todos possam usufruir de momentos na vizinhança.

Equidade social

As cidades sustentáveis também promovem a quebra de barreiras entre espaços ocupados majoritariamente por pessoas de determinada classe social. A palavra-chave é integração!

Economia

O apoio a pequenos produtores e a valorização das obras artesanais também é uma tendência, pois possibilita que diversos profissionais possam viver daquilo que gostam e os consumidores tenham acesso a produtos de qualidade, feitos com dedicação.

Cidades sustentáveis no Brasil e no mundo

O número de projetos de cidades sustentáveis aumenta a cada dia. Alguns exemplos são:

  • Curitiba

É a representante brasileira mais conhecida e tem o título de cidade mais sustentável da América Latina, com um índice de área verde de 64,5 m² por habitante e uma cobertura vegetal crescente.

A capital paranaense destaca-se ainda pela qualidade do ar, reutilização de resíduos e mobilidade urbana, com corredores exclusivos de ônibus, o BRT (Bus Rapid Transit), que oferece transporte eficiente e rápido para a população.

  • João Pessoa

A cidade possui o Plano de Ação João Pessoa Sustentável que aborda questões de desigualdade social, mobilidade, uso do solo, gestão pública, mudanças climáticas entre outras.

O projeto é uma colaboração entre o BID, a Caixa Econômica Federal e algumas Fundações.

  • Reykjavík (Islândia)

A capital da Islândia é um exemplo mundial de cidade sustentável.

Sua energia é produzida com recursos renováveis, principalmente hidrelétricas e usinas geotermais, que aquecem cerca de 95% dos edifícios da cidade.

Além disso, a emissão de CO2 é uma das menores do mundo, e seu sistema de transporte coletiva utiliza o hidrogênio como combustível.

Outro ponto interessante é que grande parte dos habitantes vive a 5 minutos de caminhada de um espaço verde da cidade.

  • Vaxjo (Suécia)

Vaxjo tem uma meta de ser uma cidade livre de combustíveis fósseis, explorando fontes alternativas, como biomassa e biocombustível (principalmente resíduos florestais).

Além disso, a cidade também incentiva a construção de edifícios “verdes” com eficiência energética. As cidades são feitas de moradias, como as nossas.

Sendo assim, com pequenas ações diárias podemos começar a mudar nosso comportamento, dentro de nossas casas, nas nossas vidas particulares e, assim, ajudar a construir cidades sustentáveis.

Quer receber nossos posts diretamente na sua caixa de entrada? Então, inscreva-se na nossa newsletter!

 

Deixe um comentário

Contato

Envie-nos um e-mail e retornaremos para você, o mais rápido possível.

0

Start typing and press Enter to search